Restaurante ISTAMBUL – o encontro gastronômico Ocidente – Oriente

Vi tantas portas de restaurantes e casas de alimentação fechando durante esse ano pandêmico de 2020 em Brasília e mundo afora que quando recebi o convite da Solos Assessoria de Comunicação para conhecer o Istambul, pensei, que bom, tem mais otimistas por aí, buscando prosseguir, criando uma nova normalidade, dando prosseguimento a vida.

Os proprietários são os sócios Nader Nadi e Abdel Nadi que entraram no mundo da gastronomia e já ousaram no menu, que contempla diversos países unidos pelo mar mediterrâneo, desde os europeus Espanha, França, Itália, Portugal e Grécia até os orientais Turquia, Palestina, Jordânia e Marrocos.

Gosto de citar a seguinte frase Fernand Braudel, ‘No século XVI quem nascesse na região do mediterrâneo, não importa onde, jamais se sentiria deslocado à beira-mar. A expedição dos colonizadores que vieram depois destinava-se apenas a encontrar, num lugar novo, as mesmas árvores e plantas, a mesma comida que conheciam em sua terra natal, significava viver sob o mesmo céu, observando as mesmas estações de sempre” e um pouco de Paula Wolfert, autora do livro Cozinha Mediterrânea, que viveu 18 anos no mediterrâneo e vê com otimismo que a cozinha centenária local ainda muito viva. No Istambul é possível fazer essa constatação, o mediterrâneo é aqui.

O nome do restaurante sugere um só destino gastronômico mas lá tem muito mais para se revelar, encontra-se um punhado de tudo que o mediterrâneo oferece em panelas poliglotas, que agradam muito quando apreciadas.

O cardápio apresentado tinha de fatos opções de alguns países do mediterrâneo, busquei provar os pratos dos destinos que mais gosto, escolhi a bruschetta Amalfitana, berinjelas, cogumelos suculentos, pão com tosta leve, pimenta síria, gostei muito.

Elegi o Cordeiro para o prato principal, muito bem servido, três costeletas suculentas, deliciosas com arroz de lentilhas e cebolas carameladas. P E R F E I T O!

Os vinhos servidos eram da Del Maipo, espumante 1913 brut branco bem gelado de entrada e escolhi um tinto, cabernet sauvignon, chileno, MARAY para acompanhar o cordeiro que sustentou muito bem a missão, fresco, vivo, pirosina educada, especiarias secas.

Não tenho muita queda por doces mas provei um pouco das duas oferecidas, cannoli de ricota e sorvete de pistache e a outra, um queijo derretido, muito intressante com sorvete, também. Vale a pena conferir.

O cardápio leva a assinatura do Chef Edilson Oliveira, que está no ramo há 28 anos, com passagem em restaurantes da Europa e também grifes brasileiras e escolheu a dedo seus ajudantes que encaram a missão Istambul com muito amor e dedicação.

O Istambul é um lindo espaço, todo aberto, parte coberta, parte descoberta, super ventilado, mesas espaçadas, sempre higienizadas e pensadas, tinha uma embalagem plástica para cada cliente guardar sua máscara enquanto faz sua refeição.

Outro diferencial da casa é a música ao vivo às sextas e aos sábados, com o melhor do Jazz, do Pop e do MPB. Aos sábados, a cantora Rosana Brown, participante do The Voice Brasil 2019, já tem lugar cativo no spot: apresenta-se a partir das 20h, com um repertório para ninguém colocar defeito.

SERVIÇO

Istambul Cozinha e Bar

Local: CLS 215, bloco A

Horário de funcionamento: terça a sexta, das 17h à 1h; sábado, das 12h às 2h e domingo, das 12h às 17h.

Reservas pelo telefone 3223-5892

O couvert artístico é de R$10.