O novo desafio de Regina Vanderlinde

Depois de ver nascer com sucesso o projeto Bella Wines, a Doutora em Enologia lança site próprio e planeja lançar rótulos com marca própria

Visualização da imagem

O Brasil estreou na presidência da maior instituição mundial do vinho, a Organização Internacional da Vinha e do Vinho (OIV), com ela. Doutora em Enologia pela Universidade de Bordeaux (França), com formação na Wine & Spirit Education Trust (estudante nível 4), além de Sommelier e Juíza internacional, Regina Vanderlinde acumula uma carreira de mais de 30 anos dedicada à pesquisa na área enológica. Agora, de volta a Florianópolis (SC), sua terra natal, ela dá o primeiro passo na concretização de sonhos que sempre foram regados a vinhos. O primeiro deles já é realidade, o site www.reginavanderlinde.com.br.

Visualização da imagem

A página, além de contar um pouco de sua trajetória, também é canal de venda para o Bella Wines, marca recém-lançada em parceria com a enóloga Patrícia Possamai. De forma inédita, elas acabam de colocar no mercado a primeira bebida brasileira à base de vinho com colágeno: o Bella Collagen Sparkling Pink. Em cada garrafa de 750 ml são adicionados 2,5 g de colágeno, justamente a dose diária recomendada. Entre os benefícios, a prevenção contra o aparecimento da celulite e o envelhecimento precoce da pele, reduzindo o volume de rugas; o tratamento contra a flacidez, favorecendo a elasticidade; a melhora no aspecto da pele com uma melhor hidratação; o fortalecimento de unhas e cabelos. As vendas esgotaram em três dias. Agora, a dupla se prepara para lançar o segundo lote pink e antecipar uma partida da versão white.

Visualização da imagem

“O vinho para mim não é apenas uma paixão, é na verdade, um grande amor correspondido”, destaca Regina. “Por isso mesmo é que decidi lincar parte da venda do Bella para o Grupo Mulheres do Brasil, hoje com quase 90 mil mulheres envolvidas, do Brasil e do exterior. São diversos projetos que buscam eliminar as desigualdades de gênero, raça e condição social, estimulando a participação feminina na construção de um Brasil melhor para todos”, explica.

Em julho, quando ela transferir o cargo para seu sucessor na OIV, passando a ocupar a cadeira de vice-presidente da Organização, a empresária pretende se dedicar quase que exclusivamente a este e outros projetos já em andamento, como o Terroir do Mundo, um e-commerce de vinhos escolhidos por ela, além de dicas e conteúdo, uma linha de vinhos com marca própria e cursos itinerantes.