Lançamento de vinho com leveduras de saquê

Avant-première: Pascal Marty, enólogo francês, lança vinho com leveduras de saquê no Dom Francisco da Asbac

O lançamento será em um jantar harmonizado com uma sequência de sete vinhos premium da Viña Marty

À convite da Del Maipo, o enólogo francês Pascal Marty, nome de peso no mercado global de vinhos, lançará um varietal Cabernet Sauvignon elaborado com leveduras japonesas de saquê e fermentado a baixíssima temperatura. O lançamento será no dia 1 de fevereiro, às 20h, no Dom Francisco da Asbac, em uma avant-première exclusiva para Brasília. A noite terá um jantar harmonizado com uma sequência de sete vinhos premium da Viña Marty, situada no Chile.

A bebida ainda não tem rótulo nem nome. O lançamento oficial com o rótulo e nome será no Japão em meados deste ano e somente em outubro será lançado em Brasília.

Confira, abaixo, o menu, assinado por Francisco Ansiliero, que custa R$180 por pessoa e deve ser pago antecipadamente via transferência para a conta 425557-7 / agência 0452-9 Dom Francisco Ltda:

1. Welcome Drink: branco Viña Marty

Servido com Isca de picanha de tilápia empanada e molho tártaro – Em coquetel volante

2. Avant Première do vinho Fermentado com Leveduras de saquê em baixas temperaturas

3. Viña Marty Chardonnay

4. Love Branco

Prato de Harmonização para os três vinhos de entrada: Salada Mare e Monte – legumes grelhados, frutos do mar e os cogumelos especiais que foram introduzidos na gastronomia pelos índios Ianomâmi.

5. Pirca Syrah Gran Reserva

Prato de Harmonização: Nhoque ao Burro e Sálvia

6. Corazón de Indio

Prato de harmonização: Chorizo de Black Angus com farofa de ovos

7. SER Syrah

Prato de Harmonização: Carré de Cordeiro com cremolata de menta acompanhado de batata sauté.

Inclui Sobremesa, água e café.

Conheça a história do vinho com leveduras japonesas

Apaixonado pela cultura japonesa, Pascal Marty se encantou pelo saquê, uma bebida que tem desempenhado um papel central a centenas de anos no Japão. Da convivência com os japoneses, aprendeu as sutilezas da produção da bebida, que, em muitos pontos, assemelham-se à produção do vinho, porém, sendo o arroz a matéria prima de fabricação.

As leveduras são selecionadas naturalmente através dos séculos por Mestres de Produção. Elas fermentam em temperaturas muito baixas, chegando a 0°C. Pascal conta que sempre sonhou em fermentar um vinho em baixas temperaturas. Os brancos, em geral, são fermentados a cerca de 10°C a 12°C, mas rapidamente é necessário elevar a temperatura, já que as leveduras do vinho não resistem a baixas temperaturas. À medida que a temperatura da fermentação aumenta, os aromas gerados no vinho ficam menos finos e elegantes, e muitos acabam se perdendo.

A concretização do sonho de produzir o vinho em baixa temperatura surgiu graças ao importador de Pascal Marty no Japão, que é um Mestre de Produção de Saquê, e o aproximou dos grandes produtores locais. Pascal foi então convidado a ingressar como membro da Sake Producer Association, renomada associação japonesa que integra os maiores produtores de saquê. Marty tem a honra de ser o único membro ocidental a fazer parte dessa prestigiosa associação e, por esse motivo, tem acesso ao catálogo de leveduras que são desenvolvidas pela instituição.

E o vinho nasce

Finalmente em 2018, Marty consegue importar um lote das leveduras para o Chile, onde possui sua vinícola, a Vinã Marty, iniciando o primeiro teste. “Nós fermentamos um mosto de Sauvignon Blanc da vinha de Leyda. Uma uva muito aromática e característica dos grandes vinhos desta variedade no Chile. O mosto fermentou entre 5°C e 7°C, muito lentamente, o que permitiu gerar um vinho com muito volume de boca e aromas bem concentrados, já que estes não escaparam, gerando muitos ácidos graxos”, explicou.

As leveduras trouxeram ao vinho algumas características florais encontradas nos saquês, ressaltando o sutil aroma de rosas. Portanto, trata-se de um vinho muito diferente daqueles já conhecidos. Um vinho totalmente natural, portando aromas suaves, delicados e elegantes. “Um vinho que lembra a pureza original”, ressalta Pascal Marty diante de sua mais recente criação.

Sobre Pascal Marty

O francês Pascal Marty é uma lenda viva no mundo dos vinhos. Criador de vinhos icônicos, como o californiano Opus One e Almaviva, parceria do Barão Philippe de Rothschild, do Mouton Rothschild, com a gigante chilena Concha Y Toro.

Engenheiro agrônomo e enólogo, Pascal foi winemaker da Baron Philippe de Rothschild por mais de 14 anos, ocasião em que integrou o processo de expansão global da empresa e se transformou em um dos nomes mais reconhecidos e respeitados do setor no mundo, considerado o pioneiro em fazer vinho chileno super-premium. Um homem inquieto, sempre aceitando novos desafios, participou de inúmeros projetos, como o Lota, criado para celebrar os 150 anos da fundação da Cousiño Macul, tradicional vinícola do Chile, país onde Marty está radicado há mais de 20 anos. Outro desafio foi o convite para ser winemaker da vinícola brasileira Peterlongo, fundada em 1915. Pascal também tem projeto solo e administra sua própria vinícola, a Viña Marty, fundada em 2009 com o conceito de elaborar “grandes vinhos”, que são distribuídos no Brasil pela importadora Del Maipo.

Serviço:

Jantar Harmonizado no Dom Francisco da Asbac com o enólogo Pascal Marty Valor: R$180 por pessoa – Para garantir vaga para a degustação, o pagamento deverá ser antecipado com deposito em conta corrente. CC: 425557-7 / agência 0452-9 – Dom Francisco Ltda – Banco do Brasil

Mais informações: Del Maipo – (61) 3363-8779

Local: Restaurante Dom Francisco (Asbac)

Data: 01 de fevereiro de 2019

Horário: 20h

Dom Francisco Asbac (SCES, Trecho 2, Conjunto 31, parte, Asbac/ 3226 2005 / 3224 – 8429 / 3224 5679)

Horário de funcionamento: Segunda a quinta de 12h a 0h, sextas e sábados de 12h a 1h e domingo de 12h as 17h

Salão reservado para eventos

Facilidade para cadeirantes

Aceita cartões Visa, Mastercard e American Express

www.domfrancisco.com.br