Jantar harmonizado – Vinhos da Geórgia e gastronomia Trattoria da Rosario

Corre, Lola, corre … mesmo que você não seja a Lola, corra rs, ligue para Trattoria da Rosário e garanta já o seu lugar à mesa do jantar harmonizado com os vinhos da Geórgia, no próximo dia 15 de maio, às 20 horas com a presença do embaixador da Geórgia, Sr. David Solomonia.

Já ligou ou está se perguntando o porquê dessa correria toda? Bom, você sabe que quem avisa, amigo é, além de avisar, vou te contar tudo que vivi ao saborear essa experimentação.

A convite do Sommelier da casa, Tiago Pereira, responsável técnico pelo evento, juntei-me a outros membros da imprensa local, aos importadores da Wine7, Stephane Queiroz e Marcelo Lelis, os representantes da Geórgia, seu embaixador, embaixatriz Olena Terentieva e o conselheiro George Sirbiladze. Com muita simpatia, carinho e elegância o embaixador nos conduziu pela história do vinho do seu país, falando em georgiano, sendo traduzido simultaneamente pelo sr. George, relatou sobre o Qvevri ou ‘vinho único da Geórgia’, método de vinificação reconhecido pela Unesco como patrimônio cultural da humanidade, criado há 8 mil anos, vaso em argila com capacidade para até 500 litros, enterrados, onde se processa a fermentação.

O menu iniciou-se com um vinho Tbilisi branco, uva Rkatsiteli, uma cepa interessante com pele rosada, polpa branca, produz um vinho fresco, com acidez discreta, mineralidade e untuosidade em boca, os aromas foram se mostrando aos poucos, cítrico forte e rosas brancas. Servido com a insalata di Baccalá ala Napoletana, receita de família do Chef Rosário, ficou perfeito. O Segundo branco, leve, ácido, aromas de lima e ervas frescas, delicioso, acompanhou primorosamente um carpaccio de salmão defumado.

O Qvevri Kisi, vinho âmbar ou vinho laranja foi o terceiro vinho a ser servido, nada parecido com outros que já havia provado, minhas referências foram ineficazes. Ano 2015, cor melão laranja, aromas de mel, cera, frutas brancas maduras, em boca, as grandes surpresas, taninos discretos e elegantes, acidez elevada e álcool (13%), reunidos num corpo referto que somou-se perfeitamente ao prosciutto e ficchi.

O Calamarata cacio e peppe tartufato , pasta com molho a base de queijos mas com a presença de bacon e trufas recebeu uma harmonização dupla, dois vinhos foram oferecidos para esse marriage, o Qvevrei âmbar que fez pulsar o molho e o tinto, saperavi stananard que funcionou muito bem com as outras notas do prato.

Quando pensei que não podia ficar melhor, chega o último prato, Brasato de vitelo que foi acompanhado pelo meu queridinho ( eleito na hora) o tinto, Qvevris Sapevari. Todos os vinhos degustados são peculiares, os aromas são desconhecidos, é necessário um tempinho para encontrarmos algo familiar, já o tinto Qvevris saperavi assemelhou-se um cabernet franc, com taninos presos, ótima acidez.

No decorrer do almoço o embaixador foi um ‘tamada’, palavra georgiana usada para definir a pessoa que vai conduzir a mesa, oferecer o vinho, propor os brindes, seguir um protocolo. O sr. George nos contou que vinho e comida são indissociáveis na Geórgia, mudam-se as estações do ano, as temperaturas do clima e do vinho também. Nos dias quentes de verão, vinhos brancos muito gelados, todas as noites, vinho tinto em taça ou num desafiante Khantsi … curiosos? então, um Khantsi é um chifre copo que receber até 500 ml de bebida. Fiquei muito intrigada e perguntei: como se apoia o khantsi para poder comer? George respondeu que não se apoia, se bebe todo o vinho até a última gota.

‘Durante as colheitas cantamos canções de ninar. Vinho é como uma pessoa, nasce, cresce e morre. O vinho faz parte da nossa identidade’ nos conta o embaixador, fiquei tocada com essa revelação, mas ela só resume o sentimento, já seus vinhos revelam todo o contentamento e ledice do povo que o faz.  

SERVIÇO:

JANTAR HARMONIZADO

LOCAL : TRATTORIA DA ROSARIO

ENDEREÇO: SHIS QI 17

TELEFONE : 3248.1672

IMPORTADOR: WINE7

CONTATO: STEPHANE

CELULAR; 62 98250.5262

1 responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *