image.png                                                                                        image.png

Cinquenta bares e restaurantes participam do Festival Gosto da Amazônia em Brasília 

De 9 a 26 de setembro, casas servirão pratos preparados com o pirarucu selvagem de manejo

Cinquenta casas de Brasília participam, de 9 a 26 de setembro, do Festival Gosto da Amazônia, com realização do Sindhobar e do Mundo Mesa. Após ter passado por São Paulo em 2019 e pelo Rio de Janeiro no mês passado, agora é a vez da capital do país provar o sabor que preserva a floresta. O público vai poder experimentar as mais diversas receitas preparadas com o pirarucu selvagem de manejo, o maior peixe de escamas de água doce do mundo. A ideia é divulgar e incentivar o consumo do pirarucu, cada vez mais valorizado na gastronomia, além de gerar renda para as comunidades ribeirinhas e indígenas que contribuem para a conservação de mais de 11 milhões de hectares da Amazônia. E os dois chefs que mais se destacarem no Festival ganharão uma expedição na Amazônia, em 2022, para conhecer a comunidade de manejo do Pirarucu. 

Visualização da imagem

  A carne do pirarucu selvagem de manejo é saborosa, não tem espinhas e pode ser preparada de várias maneiras – com os cortes de lombo ou barriga –, características muito bem aproveitadas pelos chefs que participam do evento com as suas criativas receitas.  O evento mostra a convergência dos diversos estilos da gastronomia em torno de uma causa sustentável, além de ser uma importante iniciativa de apoio à retomada do setor. O manejo do pirarucu é baseado na vigilância da região, com o objetivo de se evitar a pesca predatória e a derrubada da floresta. A marca coletiva Gosto da Amazônia também defende e pratica o comércio justo, pagando em média aos manejadores cerca de 60% a mais pelo peixe do que os frigoríficos da região, e sendo distribuída para fora de Manaus diretamente através dos produtores, representados pela ASPROC (Associação de Produtores de Carauari).

De acordo com o Presidente do Sindhobar Jael Silva, “desde o início da pandemia, o sindicato buscou opções e alternativas que pudessem amenizar os percalços e dificuldades dos empresários de restaurantes e bares ao longo dos últimos 18 meses.O evento tem importância fundamental para a retomada do segmento de hospedagem e alimentação fora do lar e do turismo.A criatividade e genialidade dos nossos chefes poderão ser constatadas nos pratos que cada um criará, em apresentação única com o peixe pirarucu.

O Gosto da Amazônia é fruto da cooperação internacional entre o governo do Brasil e dos EUA, executada pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBIO) e Serviço Florestal dos EUA (USFS), com recursos da Agência para Desenvolvimento Internacional dos EUA (USAID) e participação da Operação Amazônia Nativa (OPAN), Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá (IDSM), Memorial Chico Mendes (MCM), Associação dos Produtores Rurais de Carauari (ASPROC) e Associação dos Comunitários que trabalham com Desenvolvimento Sustentável no Município de Jutaí (ACJ) e o Instituto Maniva.

Para conhecer as casas participantes e seus pratos, basta acessar https://gostodaamazonia.com.br/festival/

SERVIÇO

Festival Gosto da Amazônia Brasília

Quando: 9 a 26 de setembro de 2021